Domingo, 22 de Maio de 2022
11°

Tempo aberto

São Bernardo do Campo - SP

Tecnologia Robótica reciclagem

Projeto une robótica e reciclagem na escola

Programa educativo beneficiou 370 crianças, de 7 a 10 anos, da rede municipal de Santo André

17/04/2022 às 19h51
Por: Redação
Compartilhe:
Divulgação
Divulgação

Os olhares orgulhosos dos pais e os largos sorrisos das crianças demonstram a alegria de poder retornar à escola após quase dois anos afastados por conta da pandemia da Covid-19. Os estudantes participaram na semana passada da feira de robótica, que expôs os robôs produzidos pelos estudantes a partir de sucata e materiais recicláveis que seriam descartados no lixo.

O evento foi a última etapa do Programa Educativo Cultural Artístico – Robótica nas Escolas, que ofereceu aulas de robótica e reciclagem para 370 alunos da Emeief (Escola Municipal de Ensino Infantil e Ensino Fundamental) Profª Hermínia Lopes Lobo, na Vila Assunção, em Santo André.

Até chegar ao momento da exibição dos protótipos, os pequenos percorreram divertido caminho pedagógico. O projeto promoveu oficinas de reciclagem, onde foram trabalhados temas como sustentabilidade e conscientização ambiental. Já na segunda etapa foram ofertadas aulas de robótica, que prepararam os alunos para integrar os materiais reciclados com circuitos eletrônicos.

Depois do conhecimento teórico, os alunos colocaram a mão na massa e foram estimulados a pensar de forma criativa sobre o que poderia ser transformador para a comunidade. Todos os participantes receberam um kit de robótica distribuído pela Secretaria de Educação do município, com sucatas de materiais eletrônicos.

A pequena Karoline Moreira Rosa, de apenas 10 anos, conta orgulhosa que desenvolveu sozinha a ideia do seu robô, que foi produzido com garrafas pet, papel cartolina e materiais eletrônicos. “Nunca estudei robótica antes e adorei muito aprender sobre isso. Quando crescer quero aprender mais sobre o assunto. No começo até parece difícil, mas na verdade não é tanto assim”, falou a estudante, que foi com seu pai, Michael Denner Rosa, 39, ao evento.

“Achei muito interessante essas oficinas, estimulou muito a criatividade da minha filha. Ela ficou pensando em todos os detalhes para poder montar seu projeto, que ela fez questão de falar que é uma robô, no feminino mesmo, por isso colocou até laço”, diz o pai. Além das aulas de robótica, o morador do Jardim Las Vegas também declarou que a filha ainda aplica em casa o que aprendeu sobre reciclagem. “Ela fica de olho nos materiais e alerta toda família sobre a importância de descartar corretamente os resíduos no lugar certo”, finalizou Rosa.

O que mais encantou o estudante Matheus Bernardes, 10, foi a oportunidade de reaproveitar os materiais que seriam descartados no lixo. “Construí meu robô com essa caixa de leite que encontrei aqui mesmo na escola e achei isso muito legal. Lá em casa já separamos o lixo, mas é importante estudar sobre esse assunto para podermos cuidar melhor do meio ambiente”, disse Bernades.

INCENTIVO

Além das oficinas e da exposição, o programa sorteou um tablet entre os alunos participantes. Diretor de growth e marketing da LeasePlan Brasil, empresa patrocinadora do projeto, Leonardo Martins explicou a importância do financiamento da iniciativa para promover a educação ambiental desde cedo. “Apoiar causas que promovam educação e responsabilidade ambiental é fundamental para um futuro melhor. Precisamos ter em mente o quanto a sustentabilidade deve estar em evidência, além de pensar e praticar um futuro muito mais verde para as novas gerações. Para isso, entendemos que conscientizar as crianças é fundamental para seguirmos neste caminho”, afirmou Martins.  

 

 

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários